Moto Trip – Part III

Saindo de SBC rumo ao Guarujá – dias 6 e 7 de março de 2010

Acordamos depois de uma ótima e tranquila noite de sono ao delicioso som das gotas da chuva caindo no telhado. Realmente muito bom. Mas não pra quem tinha quilômetros e dias de praia pela frente. Mas nada de desistir, aliás, tínhamos roupas impermeáveis pra isso mesmo.

Tudo foi feito com muita calma. Levantamos mais tarde, almoçamos tranquilamente e ficamos esperando para decidir se iríamos ou não na chuva e, para onde exatamente. Onde exatamente pois no roteiro inicial, no sábado, iríamos para Santos logo cedo. Depois de almoçar, seguiríamos direto para o Guaruja, na casa da nossa prima Miriam. Como o dia estava chuvoso e a manhã já tinha ido embora há muito tempo, resolvemos pular Santos, infelizmente, e ir direto para o Guarujá, mesmo debaixo de chuva. Ligamos para a Miriam, avisamos que chegaríamos em 1h no máximo e arrumamos tudo para sair.

Depois de tudo preparado, o Felipe ficou igual a um astronauta com a capa de chuva por cima da mochila. Tudo certo, direto para a Via Anchieta, que é mais divertida de descer a serra que a Imigrantes pois tem mais curvas. Tem caminhões também e acaba que as curvas não fazem muita diferença pois existem muitos radares e a velocidade máxima permitida é de, acreditem, 50 km/h. Mesmo assim a descida na Via Anchieta é um dos cenários mais bonitos de serra que eu já vi. É verdade que eu via esse cenário muitas vezes quando morava em São Bernardo e descíamos para a praia com bastante frequência. Mas fazia tempo que não passava por lá e além da nostalgia, é realmente muito bonito. O Felipe, que não conhecia, pode confirmar. Uma pena é que não pudemos fazer fotos na descida pois não há áreas de escape ou descanso para isso. Algumas raras que existem, não se pode parar para fotografar e sendo assim, descemos direto. Emocionados com o visual da serra enorme, com aqueles caminhões lá embaixo, bem pequenos e logo acima, todo o mar e a cidade de Santos. Sem poder registrar em fotos mas tudo registrado na cabeça. Para completar, o dia estava nublado e com garoa, como disse no início. E este é um cenário realmente típico da região. Neste ponto demos sorte, pricipalmente o Felipe, por exemplo, que não é de lá.

Assim que descemos a serra, subiu aquele típico bafo quente da baixada. Pronto, estávamos no nível do mar. Ainda nublado mas bem quente. Pegamos a bifurcação para a esquerda e seguimos rumo ao Guarujá. Neste trecho sim, paramos e fizemos algumas fotos. Chegando na praia de Pernambuco, o sol abriu totalmente. Nesta hora se formou uma bela tarde de sol e nós queríamos chegar logo. Primeiro para tirar aquela roupa toda e segundo, para ir logo para a praia.

Chegamos na casa da prima e ela estava na praia. Ligamos, pegamos a chave e corremos pro mar. E que mar. Estava tudo perfeito. Voltamos, caímos na piscina que estava ótima e relaxamos. A noite compramos algumas Heinekens, fizemos um espagueti calabresa, que pude preparar como sempre e ficamos conversando até de madrugada.

Iporanga – dia 07 de março de 2010

Novo dia, novo programa. Só que desta vez tivemos que deixar nossas companheiras, as motocicletas, na garagem. Fomos com a Miriam e sua amiga simpática, a Marta, de carro para Iporanga. Iporanga é pertinho do Guarujá. Um lugar com várias praias, uma ao lado da outra, que eram praias selvagens e agora são praticamente particulares. Ao chegar na praia escolhida, antes, entramos no condomínio fechado deixando os documentos com o porteiro para poder ter acesso ao local. Existe um número limite de visitantes e dizem que em temporada, se chegar depois das 10h da manhã, não consegue entrar mais. Chegamos ao estacionamento da praia, tudo muito limpo, organizado e vigiado. Muitos surfistas chegando também. Depois foi entrar na praia. E que praias lindas. O “Kbeça” quase teve um ataque do coração pois era exatamente neste lugar que ele acampava quando era pequeno, com a família toda, os primos, tios etc. Várias histórias que tinha ouvido ele contar ao longo da vida, com nosso avós, pudemos conferir de perto. E deve ter sido bom mesmo acampar naquelas praias quando não existia nada lá além da natureza. Agora não, um lugar muito belo mas com toda a pompa de mansões a beira mar e restriçoes absurdas de onde você pode entrar ou tirar fotos. Mas isso não estragou o passeio. Eu e o Felipe entramos no mar, mesmo estando bem gelado.

Saindo de Iporanga, fomos direto almoçar numa marina, bem perto de Iporanga. Na estrada que dá acesso aos condomínios e à balsa que atravessa do Guarujá até Bertioga. A marina é claro, muito bela, com vários barcos, lanchas, jetskis, veleiros e até uma linda Ferrari estacionada numa das vagas. Outro mundo mesmo. O restaurante da marina se chama Déja Vu. Muito bom. Todos pedimos frutos do mar e típicas caipivodkas de kiwi. Haviam algumas crianças pescando ao redor do deck, barcos passando, um ótima brisa, tudo o que nós da cidade enfumaçada estávamos querendo.

Depois voltamos para a casa na praia de Pernambuco e não dispensamos mais um pouco de piscina. A Miriam e a amiga foram embora e nós ficamos para pernoitar. Era domingo e fomos até o shopping em frente à casa para comer algo. Por sorte lá tinha a Brahama Black que tanto queríamos provar. Fiz a avaliação dela no nosso blog cervejeiro, <a href=”http://habeascorpvs.blogspot.com/2010/03/brahma-black.html”>clique aqui para conferir</a>. Comemos aqueles sanduíches estilo americano e voltamos para casa. Ah, rolou um sorvete de sobremesa da gelateria italiana Parmalat, muito bono também.

No dia seguinte, iríamos continuar o trajeto para Bertioga, parando nas praias de Barra d’Una, Juquehí e ficando em Maresias. Tudo certo quando bem na hora do jantar, recebemos uma ligação do Klaxon. Esta ligação mudou tudo. Era a namorada dele oferecendo sua casa em Santiago, um balneário bem pequeno de Mareisas. Ok, aceitamos, é claro, de bom grado e o roteiro inicial quase não fui mudado. Na sequência, Santiago, Maresias.

Informação
Nos links ao lado, coloquei o meu Flickr, onde postarei outras fotos da viagem além das que estão aqui. Para acessar clique no link flckr ao lado ou aqui.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s